Manaus – Nesta segunda-feira (1), um bebê recém-nascido faleceu na maternidades do bairro Alvorada I, zona Centro-oeste da capital, após passar seis dias recebendo cuidados médicos. A criança havia sido deixada pela própria mãe em um telhado, assim que veio ao mundo.

A mulher identificada como Adriana Lima da Cunha, 23, teria tido um parto prematuro após uso de estimulante abortivo, segundo seu depoimento na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), em seguida a mulher abandonou o bebê sobre um telhado ao lado de sua residência.

A criança foi resgatada por uma equipe policial do 10° Companhia Interativa Comunitária (CICOM) e encaminhada para unidade hospitalar, onde deveria ganhar peso e posteriormente ser levada para um abrigo. Porém, nesta tarde o bebê de sexo feminino não resistiu e faleceu.

Adriana foi localizada no mesmo dia do fato ocorrido e detida pelos policiais da Delegacia Ela será indiciada por aborto e homicídio tentados, e vai ficar à disposição da Justiça.

Neste momento Adriana se encontra no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), localizado na rodovia federal BR-174.

Tags: , , , , , ,