Meningite - Topo Postagem

Bandidos armados assaltam ônibus com trabalhadores de empresa do Polo Industrial, na Zona Leste

Um ônibus que transportava trabalhadores do Polo Industrial de Manaus (PIM) foi assaltado na noite de terça-feira (8), na Zona Leste da capital. Três criminosos armados com armas de fogo renderam 35 passageiros. O trio roubou celulares e outros pertences das vítimas. O trecho onde o crime ocorreu fica na comunidade Santa Inês. A mesma empresa de transporte especial já tinha sido alvo dos criminosos no local, que é considerado perigoso.

O veículo saiu de uma fábrica de componentes eletrônicos no Distrito Industrial II e trafegou com os trabalhadores pela rua Hibisco (Pista da Raquete). Por volta das 22h30, o ônibus foi interceptado pelos assaltantes quando passava pela rua Q. O local é conhecido como “Ladeirão do Santa Inês” e é rota do transporte especial de trabalhadores do Distrito Industrial.

Os três homens entraram no ônibus quando uma passageira desembarcaria. Por cerca de 15 minutos, o motorista e os passageiros ficaram em poder dos criminosos. A maioria das vítimas era mulheres.

“Quando abri a porta para primeira passageira descer três homens armados com duas pistolas e uma escopeta invadiram o ônibus. Um deles colocou a arma na minha cabeça, enquanto os outros dois renderam os passageiros. Eles ameaçaram atirar, exigiram que entregássemos os celulares e bolsas. Foram 15 minutos de terror dentro do ônibus e ameaçaram me matar porque queriam que eu entrasse com o ônibus em uma rua estreita e sem saída. Depois de pegar os pertences eles fugiram correndo pela rua”, relatou o motorista Pedro Paulo, de 60 anos.

Ao todo, 15 celulares foram roubados, cinco bolsas e uma bíblia. Depois do assalto as vítimas afirmaram que acionaram a Polícia Militar, mas depois de esperar por 20 minutos foram até 13° Distrito Integrado de Polícia (DIP). A unidade policial no bairro Cidade de Deus estava fechada e não tem plantão.

As vítimas não registraram Boletim de Ocorrência na Polícia Civil. “Não adianta, não vão resolver. Chegamos a ir a uma delegacia que estava fechada e desistimos de registrar o BO. Segui para deixar os trabalhadores abalados em suas casas. Os criminosos foram muito violentos e esses trabalhadores precisam de acompanhamento psicológico”, desabafou o motorista.

Assaltos

O trecho onde crime ocorreu tem sido local de constantes roubos. A mesma empresa de transporte especial de pessoas foi assaltada no dia 25 de maio deste ano. Um trio de assaltantes roubou 28 passageiros que estavam no veículo. Os criminosos agiram de forma semelhante.
Em abril, um ônibus que também transportava trabalhadores de uma fábrica do Distrito Industrial foi parada por criminosos que fizeram uma barricada para parar o veículo. Em média, três assaltos são registrados por mês no local somente com ônibus de uma empresa. Os dados foram divulgados pelo setor de tráfego da empresa.

Com informações- G1

ver mais notícias