Assaltos na cidade e morte de PM teve envolvimento de Taxistas e comparsas

Por Rafael Damasceno em 7 de novembro de 2017 às 12:00 | Atualizado 7 de novembro de 2017 às 12:01

Manaus –  No último dia 28, o policial militar Marcelo Chaves de Souza, de 34 anos, foi assassinado em uma lanchonete no Bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

O assassinato do policial assustou a cidade, e até então ainda não havia sido encontrado todos os envolvidos no caso. Mas policiais do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), sob o comando do diretor Guilherme Torres, efetuaram a prisão dos taxistas João Paulo Quaresma, 33, conhecido como ‘Beira’, e Jackson Caldeira de 30 anos, conhecido como ‘Parazinho’, juntos com outros 3 homens que são suspeitos de comandar uma organização criminosa envolvida em diversos assaltos pela cidade e também no latrocínio do PM.

Além da morte do policial, o grupo também é suspeito de um roubo que aconteceu na Rua Marrecos, na Comunidade Fazendinha. Na ocasião, os suspeitos roubaram um frigorífico na noite do dia 30 de outubro.

As investigações do DRCO vão prosseguir para saber como eles tinham acessos aos táxis e quem são os proprietários das concessões.

Deixe seu comentário