Manaus – No último domingo (12), policiais civis e militares da Ronda Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), são alvos de ameaças por parte de membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV). A mensagem foi publicada em um perfil nas redes sociais chamada de “Tropa do MN G Caçador de Fdcu”.

O motivo seria o “prejuízo” que os policiais vem causando aos traficantes devido aos números de operações de combate ao tráfico no Amazonas. Cerca de três toneladas de entorpecentes já forma apreendidas durante as operações. 

“Os delegados vão ‘rodar’ na bala”, diz o comunicado, completando que as apreensões de drogas da Polícia Civil serão respondidas com “chumbo grosso” e com “rajada de fuzil na cara”.

Os nomes mencionados na lista são: Paulo Mavignier, diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc); delegado Juan Valério, coordenador do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto, (Fera); Sinval Barroso, titular da seccional centro-oeste; e o o delegado Guilherme Torres, titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).