Polícia – Na tarde de segunda-feira (2), por volta das 16h, policiais civis da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Iranduba, cumpriram mandado de prisão temporária, por estupro de vulnerável, em nome de Manoel Santana Vale, de 48 anos, investigado por abusar de uma criança de 10 anos, vizinha dele.

De acordo com a delegada, Sylvia Laureana, titular da unidade policial, os abusos aconteciam há alguns anos, na comunidade Lago do Curupira, localizada naquela cidade. No entanto, em maio deste ano, a criança relatou para a mãe dela que estava sendo abusada sexualmente pelo vizinho. Conforme a delegada, o autor se aproveitava da confiança que a família da menina tinha nele para cometer os estupros com frequência.

“A mãe da vítima foi até a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), informar o ocorrido. Posteriormente, o procedimento foi encaminhado à 31ª DIP. A partir disso, foi representado à Justiça o pedido de prisão em nome de Manoel. Quando ele tomou conhecimento do mandado, compareceu, espontaneamente, ao prédio da unidade policial acompanhado de uma advogada, e a prisão foi efetuada”, relatou Laureana

Procedimentos – A ordem judicial em nome de Manoel foi expedida no dia 24 de julho deste ano pelo juiz Tulio de Oliveira Dorinho, do Juízo de Direito da 1ª Vara de Iranduba. Manoel foi indiciado por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis ele irá permanecer no prédio da 31ª DIP, que funciona como unidade prisional em Iranduba.