Manaus – Na tarde desta sexta-feira (27), equipes da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), sob o comando da delegada-geral Emília Ferraz e coordenação da delegada Elizabeth de Paula, cumpriram um mandado de prisão preventiva, em nome de Maiélon Fran de Souza Ribeiro, 18, pelo crime de homicídio, que resultou na morte de um flanelinha identificado como Edivan Souza de Oliveira, que tinha 35 anos. O fato ocorreu em outubro de 2018, no Centro da cidade.

Segundo a delegada Elizabeth, na ocasião do crime, o infrator relatou ter recebido a ordem para matar a vítima, que seria de uma organização criminosa rival, o que acabou levando o jovem a cometer o ato.

“A Unidade de Internação Provisória nos acionou, verificamos e confirmamos que o indivíduo já possuía um mandado de prisão em aberto, por um crime que ele cometeu após ter completado 18 anos, motivo pelo qual o Tribunal do Júri emitiu um mandado de prisão. Vale salientar que, em princípio, ele ainda estava cumprindo uma medida decorrente de atos existentes de quando ele ainda era menor de idade. Só que, em um desses momentos em que ele foi liberado, acabou completando 18 anos e cometendo um homicídio”, explicou Elizabeth.

Procedimentos – O jovem irá responder pelo crime de homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), situada no quilômetro oito, da rodovia federal BR-174, onde será feita a audiência de custódia por videoconferência.