Manaus (AM) – Ao realizar seu voto, na manhã deste domingo (29), o candidato à Prefeitura de Manaus David Almeida (Avante), que lidera todas as pesquisas de intenção de votos deste segundo turno, afirmou que a eleição é a oportunidade de a população mudar os caminhos da cidade. De luto, ele fez críticas à campanha de seu adversário, que o atacou durante toda a eleição.

“Não é fácil para alguém com minha origem, com as minhas condições desafiar a tudo e a todos. Fizemos propostas e ideias, apresentamos as soluções. Só que nós ameaçamos as pessoas que geraram caos e pobreza na capital de um Estado rico. Alguns meses atrás, todos me incensavam para me atrair. Não aceitei me unir, para não sepultar os sonhos de quem mora na periferia. Essa gente que me ataca não suporta gente decente”, disse o candidato.

Acompanhado por Marcos Rotta (Democratas), David aproveitou a oportunidade para agradecer a seu vice, que, de acordo com ele, cumpriu todos os compromissos de campanha deste segundo turno, assim como seus apoiadores. “Eu não consegui fazer campanha. Agradeço demais ao Rotta por me dar todo esse apoio nessa fase da eleição, assim como diversos amigos que se comprometeram com nosso trabalho”, afirmou.

David falou sobre as dificuldades para tocar a campanha nos últimos 15 dias e aproveitou para agradecer as mensagens de carinho sobre o falecimento de sua mãe e falou sobre como teve que mobilizar seus familiares, que tiveram de ser retirados do Morro da liberdade por segurança.

“Em alguns debates estava no hospital e precisava sair. Sexta-feira foi um dia dramático para nós. Ontem estava na igreja quando me ligaram e fui ouvir a notícia do falecimento da minha mãe. Desde já agradeço tantas manifestações de carinho e amor. Peço a Deus por todos que nos ofenderam. Tive que tirar todos da minha família dormindo em casa, no bairro, de tanta ameaça”, revelou.

O candidato fez questão de reforçar o compromisso que ele e seu vice, marcos Rotta, têm com a cidade e lamentou a campanha de ataques feita por Amazonino. Agradeço a todos, sem mágoa e sem rancor. Ofertamos à população de Manaus uma campanha propositiva. O povo puniu quem mentiu no primeiro turno. Espero que aconteça isso no segundo turno”.