CM7

 
Manaus, 23 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Negócios / Após divulgação de PIB dos EUA, dólar sobe 0,66%, a R$ 3,623

Após divulgação de PIB dos EUA, dólar sobe 0,66%, a R$ 3,623

Da redação | 27/05/2016 11:10

SÃO PAULO – Em um pregão que deve ser marcado pelo baixo volume de negócios, os investidores repercutem os dados da economia americana e as novas gravações que atingem o PMDB do presidente interino Michel Temer. Às 10h50, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) estava praticamente estável, com leve alta de 0,03%, aos 49.496 pontos. Já a moeda americana tinha alta de 0,66% ante o real, cotada a R$ 3,621 na compra e a R$ 3,623 na venda.

Do ponto de vista externo, o principal indicador divulgado nesta sexta-feira foi o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos. Na segunda leitura foi apontada uma alta de 0,8% no primeiro trimestre, ante 0,5% na leitura preliminar. Os investidores também esperam que, em discurso, a presidente do Federal Reserve (Fed, o bc americano), Janet Yellen, dê indicações sobre a condução da política monetária americana.

A divisa ganha força globalmente. O “dollar index” registra elevação de 0,30%.

Internamente, o ponto de principal atenção é o cenário político. Novas gravações do ex-presidente da Transpreto Sérgio Machado atingem lideranças do PMDB, o que poderia agravar a crise política. “Além de acompanhar o exterior o dólar deverá abriu em alta, pressionado pela crise política, com o mercado absorvendo as gravações da delação de Sérgio Machado, envolvendo novamente o PMDB e que terá um impacto imprevisível para o governo Temer e os esforços da recuperação da economia”, afirmou, a analistas, Guilherme França Esquelbek, analista da Correparti Corretora de Câmbio.

Na Bolsa, o desempenho das ações da Petrobras impedem uma alta maior do Ibovespa. Os papéis preferenciais da estatal caem 3,69%, cotados a R$ 8,35, e os ordinários recuam 3,69%, a R$ 10,69. O preço do petróleo está em queda nesta sexta-feira. O barril do tipo Brent cai 1,65%, a US$ 48,77.

Os papéis da Vale também perdem força. As preferenciais sobem 0,68%, mas as ordinárias recuam 0,82%, apesar da alta de 3,38% no preço do minério de ferro na China, que fechou a US$ 51,15 no porto de Qingdao

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA