Mundo – O professor Sylvain Helaine, de 35 anos, trabalha em uma escola de educação infantil na França. Apesar do dom em ensinar crianças, ele também é conhecido como um modelo de tatuagens: 98% de seu corpo, incluindo a língua e os olhos, é coberto por tinta.

Por causa disso, Helaine corre o risco de perder seu emprego. De acordo com o jornal The Sun, alunos da turma dele o adoram, mas ele estaria causando medo em crianças de outras classes.

Acontece que Helaine é constantemente criticado por pais de alunos que não são dele. O nome do professor teria, inclusive, circulado na direção da escola.

Em entrevista ao jornal, o homem se defendeu. “Algumas crianças ficam com medo quando elas me veem, especialmente quando são mais novas. Mas isso vai acabar rápido e, depois de alguns minutos, elas estão bem”, disse.

O burburinho em torno de Helaine gerou um debate na França sobre competência e aparência de profissionais. No Instagram, o educador se classifica como “o homem mais tatuado da França”.

Fonte: Metrópole