China – Cientistas identificaram dois anticorpos neutralizadores – isolados a partir de amostra de um paciente recuperado da Covid-19 – que aderem à glicoproteína do vírus SARS-CoV-2, bloqueando a capacidade da entrada da doença em células humanas. A pesquisa foi publicada pela Associação Americana de Avanços Científicos.

Testes preliminares dos dois anticorpos em um rato resultaram na diminuição da concentração do vírus, sugerindo que os anticorpos podem auxiliar no tratamento contra a infecção causada pelo novo coronavírus. Além disso, eles podem sugerir qual deve ser o design da molécula necessária para vacinas eficazes contra a covid-19.

O cientista Yan Wu e seus colegas descobriram que os anticorpos, batizados de B38 e H4, agem sobre diferentes aspectos do vírus, o que significa que, atuando juntos, podem ter um efeito neutralizador ainda maior, algo que já vem sendo testado em laboratório, por meio de experimentos in vitro.

Os autores defendem que um “coquetel” dos dois anticorpos podem oferecer benefícios terapêuticos para os pacientes com covid-19, ao mesmo tempo que pode auxiliar no desenvolvimento de vacinas em potencial.