Mundo – Um médico cirurgião de66 anos  foi preso sob acusação de ter abusado sexualmente de 250 bebês e crianças antes ou após realizar as cirurgias. Na grande maioria dos casos os pequenos estavam sob efeito de anestesia.

O médico se chama Joël Le Scouarnec, o caso ocorreu na França. Ele já havia sido condenado por possuir pornografia infantil há mais de uma década, mas foi autorizado que ele continuasse praticando a medicina. Ele só foi preso em 2017.

De acordo com o jornal The Times, as últimas informações chocantes sobre o caso surgiram após ele ter sido acusado de estuprar duas meninas quando elas tinham quatro e seis anos. Durante as investigações, a polícia encontrou o diário do médico no qual ele afirmava ter abusado sexualmente de cerca de 250 crianças nos hospitais em que trabalhou.

A advogada Francesca Satta que representa uma das vítimas falou sobre jornal L’Express sobre o conteúdo assustador do diário. “Você abre o diário e fecha ele na hora, a perversão é enorme”, afirmou a advogada. Este pode ser considerado o maior caso de pedofilia na França. O médico segue preso e será julgado daqui a alguns meses.

Fonte: Bahia Informa