Chile – Vários  manifestantes voltaram às ruas de Santiago, capital do Chile, na última sexta-feira (8), em mais um dia de protestos contra o governo de Sebastian Piñera.

Um  grupo de vândalos saqueou uma igreja histórica e usou o mobiliário para acender barricadas. O prédio da universidade, construído no ano de 1915, começou a queimar pelo teto de madeira, enquanto manifestantes acenderam barricadas nos arredores. Também no centro da capital chilena, a Paróquia da Assunção, datada de 1876, foi saqueada por um grupo, que usou confessionários, móveis e imagens para fazer barricadas.