Mundo – Um júri do Texas, nos Estados Unidos, indiciou nesta quinta-feira (12) o autor do massacre na cidade de El Paso, ocorrido em 3 de agosto, que deixou 22 pessoas mortas.

Promotores federais que apresentaram a denúncia à Justiça norte-americana alegam que o homicídio envolveu crime de ódio. Com isso, o assassino pode receber a pena de morte se for condenado, afirmou o promotor do condado de El Paso, Jaime Esparza, segundo o “El Paso Times”.

O autor do crime abriu fogo contra vítimas em um centro comercial de El Passo com uma AK47. Ele só parou do lado de fora, contido por policiais.

Massacres nos EUA

 

Após ser preso, o criminoso confessou que tinha como alvo mexicanos – El Paso fica na fronteira com o México (veja mapa abaixo). Das 22 vítimas, sete tinham nacionalidade mexicana.

O massacre comoveu a opinião pública norte-americana em meio à discussão sobre o porte de armas no país.

Apenas 13 horas depois, um massacre em Dayton (Ohio) terminou com a morte de nove pessoas.