Manaus 27º
segunda-feira - 16 de maio de 2022

Jovem de 18 anos transmite massacre em supermercado ao vivo pelas redes sociais

Compartilhe
Jovem de 18 transmite massacre em supermercado ao vivo pelas redes sociais

Mundo – O acusado de matar dez pessoas em um supermercado de Buffalo, nos Estados Unidos, já era investigado pela polícia do estado de Nova York desde que estudava no ensino médio. Payton Gendron, de 18 anos, se entregou à polícia neste sábado (14), após disparar com um rifle contra 14 pessoas, a maioria negra.

Veja vídeo:

As autoridades policiais descreveram o ato como “extremismo violento com motivação racial”.  “Investigamos o ocorrido como crime de ódio e um caso de violência extremista de motivação racial”, declarou Stephen Belongia, agente especial do escritório do FBI em Buffalo, perto da fronteira com o Canadá.

“A polícia estadual respondeu. Eles investigaram, entrevistaram o sujeito, e acharam que era apropriado trazê-lo para uma avaliação de saúde mental”, disse o comissário de polícia de Buffalo, Joseph Gramaglia, em uma entrevista coletiva.

O ataque no supermercado foi planejado pelo atirador de forma detalhada e, na internet, ele publicou um manifesto de 180 páginas para explicar de onde veio a inspiração para abrir fogo contra a população no local.

Ele se inspirou em outros massacres feitos ao redor do mundo, como as mortes em mesquitas na Nova Zelândia e um ataque no Texas. Além disso, falou sobre a teoria da “grande substituição”, ideia racista e xenófoba, que diz que, ao longo do tempo, os brancos serão extintos e substituídos por negros, latinos e muçulmanos.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se pronunciou sobre o ocorrido.

“Um atirador solitário, equipado com armas de guerra e a alma repleta de ódio, matou dez pessoas inocentes a sangue frio”, declarou o presidente em Washington. “Nós devemos trabalhar juntos para combater o ódio que continua sendo uma mancha na alma da América.”

Deixe seu comentário