Mais de 3.500 carros de aluguel foram danificados ou destruídos em um grande incêndio que ocorreu perto de um aeroporto da Flórida, nos EUA.

Os carros estavam em uma área gramada que oferece espaço adicional para deixar veículos, quando o estacionamento principal do Aeroporto Internacional Southwest Florida em Fort Myers está lotado.

Os bombeiros conseguiram conter o incêndio usando helicópteros para despejar água nas chamas que se estendiam pelo estacionamento na noite de sexta-feira (3).

Testemunhas disseram ter ouvido várias pequenas explosões e chamas saltando alto no ar e se espalhavam pela área.

Por volta das 20h, o fogo parecia aumentar, mesmo quando dois helicópteros continuavam a despejar água e os caminhões de bombeiros esvaziavam seus tanques, numa tentativa de impedir a propagação do incêndio.

O Gabinete do Xerife do Condado de Charlotte disse que “mais de 80 despejos” foram feitos sobre “este incêndio maciço”.

O Gabinete divulgou uma série de imagens mostrando a extensão dos danos a milhares de veículos.

Depois que o incêndio foi extinto, imagens mostravam fileiras de carros queimados pelo estacionamento.

Acredita-se que o estacionamento de aluguel de carros estivesse mais movimentado do que o habitual, devido ao bloqueio do vírus chinês. Pois, menos clientes haviam contratado veículos, a maioria dos voos estava suspensa e as restrições de viagem estavam em vigor.

Outros 3.850 veículos não sofreram danos, segundo a porta-voz do aeroporto, Vicki Moreland.

Melinda Avni, especialista em mitigação do Serviço Florestal da Flórida de Caloosahatchee, disse que as autoridades foram chamadas para apagar o incêndio por volta das 17h, quando cerca de 20 veículos estavam em chamas.

Ela disse à WINK: “Quando tínhamos unidades em cena, tínhamos 100 carros [pegando fogo]. Perdemos a conta depois das centenas”.

Os veículos não estavam ocupados, de acordo com o Fort Myers News-Press.

Arlene Salac, porta-voz da FAA, disse que o incêndio não afetou o tráfego aéreo ou as operações no aeroporto.

Em um post no Facebook, o aeroporto agradeceu a todas as agências que responderam ao incêndio, dizendo: “Agradecemos a coragem e vontade de ajudar nosso departamento de resgate de aeronaves e combate a incêndios. Juntos, eles foram capazes de manter todos os nossos passageiros e visitantes do aeroporto em segurança”.

Os investigadores estão tentando determinar a causa do incêndio.

No sábado de manhã (4), o Serviço Florestal voltou ao local para garantir que o incêndio não recomeçasse.

Com informações, Daily Mail.