O Facebook disse que vai proibir anúncios políticos em sua plataforma na semana que antecederá a eleição presidencial dos Estados Unidos, em 3 de novembro.

A empresa divulgou a mudança nesta quinta-feira, 3, por meio de postagem na página do presidente e fundador Mark Zuckerberg. “Esta eleição não vai ser business as usual. Todos temos a responsabilidade de proteger nossa democracia”, escreveu Zuckerberg (veja o comunicado completo abaixo).

Em declarações no ano passado, o fundador do Facebook havia dito que estabelecer algum tipo de restrição a anúncios políticos poderia minar a liberdade de expressão.

Na prática, muitos anúncios ainda poderão ser exibidos. Segundo o comunicado, quem já tiver feito anúncios anteriormente ao período de proibição poderá continuar usando os conteúdos, que seguirão sendo mostrados.

Com informações da Exame