Itália- Uma enfermeira italiana cometeu suicídio após ser diagnosticada com coronavírus. Daniela Trezzi, 34, temia contaminar outros pacientes e trabalhava sob forte estresse, segundo a Fnopi (Federação Nacional de Enfermeiros da Itália).

Daniela atuava no setor de cuidados intensivos no hospital San Gerardo, em Monza, próximo a Milão, em uma das regiões mais afetadas pela pandemia na Itália.

Ela estava afastada, em casa, desde o dia 10 de março, após receber o diagnóstico de Covid-19, segundo a federação, que comunicou a morte de Daniela na terça (24).

Em uma nota em seu site, a entidade ressaltou que os enfermeiros italianos estão sob pressão, por medo de infectar outras pessoas ao lidar diariamente com pacientes contaminados e pelo excesso de trabalho.

“Esse terrível episódio, infelizmente, não é o primeiro desde o início da emergência com a Covid-19. Um caso semelhante ocorreu há uma semana em Veneza”, aponta a Fnopi.

A Itália é o país que registra mais mortes por coronavírus no mundo. Foram ao menos 7.503, segundo os dados mais recentes. O país soma quase 75 mil casos confirmados.

Coronavírus no mundo

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), até as 16h desta quinta-feira (26) forma computados 487 mil casos de coronavírus no mundo, com um total de 22.030 mortes.

A Espanha tem 56 mil infectados e 4 mil mortes. Nos Estados Unidos, 70 mil pessoas foram diagnosticadas com coronavírus e mais de mil já morreram. Há centenas de pessoas internadas em UTIs, principalmente em Nova York.

No Irã, 2.200 pessoas já morreram por coronavírus — o país é o quarto em número de mortes, atrás de Itália, Espanha e China.

No Reino Unido, há explosão no número de pacientes graves