O presidente norte-americano Donald Trump anunciou, nessa sexta-feira (31/7), que vai proibir a popular rede social TikTok nos Estados Unidos. Decisão ocorreu depois que autoridades do país mostraram preocupação com a possibilidade de a plataforma ser usada como ferramenta da inteligência chinesa.

Trump fez a declaração a jornalistas, durante viagem no avião presidencial Air Force One, segundo a AFP. A medida deve ser efetivada ainda neste sábado (1°/8).

Popular entre os jovens, o TikTok é um app de vídeos que pertence à empresa ByteDance, que possui sede na China. O aplicativo tem cerca de um bilhão de usuários no mundo.

Segundo informações do The Wall Street Journal e da agência de notícia Bloomberg, Trump determinou, mais cedo, a venda das operações americanas do TikTok, ao estimar que o serviço poderia ser usado pela inteligência chinesa.

A CFIU, agência dos EUA responsável por monitorar se os investimentos estrangeiros não representam um risco à segurança nacional, investiga a plataforma.

Espionagem
Várias autoridades nos EUA expressaram, nas últimas semanas, grande preocupação com a possibilidade de o TikTok ser usado por chineses como uma ferramenta de espionagem. A empresa nega qualquer vínculo com o governo chinês.