China – A China volta a ser assunto após autoridades da Mongólia Interior da China informar sobre um pastor infectado com a peste negra.

O homem teve o diagnóstico confirmado no último domingo (05), mas segundo informações o caso é estável. O pastor mora em Bayannur, cidade com cerca de 1,6 milhão de habitantes.


Um alerta foi emitido pelo governo municipal, onde os cidadãos são orientados para não caçar roedores e muito menos se alimentarem deles.

A cidade deve adotar medias preventivas de pragas, já que no mês anterior (junho), outros dois casos de peste bubônica foram registrados também na Mongólia.

A peste bubônica é considerada fatal em cerca de 30% a 60% dos casos não tratados, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). A doença é transmitida pela pulga de roedores.