Manaus – O presidente da Cooperativa de Motoristas de Aplicativo do Amazonas, João Gomes, concedeu uma entrevista exclusiva ao Portal CM7, na manhã desta segunda-feira (25), após o alto número de assaltos que a categoria vem sofrendo na capital. As informações repassadas pelo presidente da cooperativa apontam o crescente número de assaltos, geralmente ocorridos nas zonas norte e leste.

“ Em média são roubados e assaltados 5 veículos por dia em Manaus, o que nos deixa bem preocupados”, ressalta o presidente. Outra informação é a falta de atenção do poder público com a categoria “Até hoje não temos uma atitude enérgica ou mesmo se quer uma providência dos órgãos de segurança a respeito dessa violência”, afirma João.

Todos os dias são registrados nas delegacias da cidade, boletins de ocorrências (B.O), que tem como vitima os motoristas de aplicativo e ninguém faz nada. “ Somos pais de família e estamos buscando o pão de cada dia” comenta o presidente. A associação aponta ainda que com o isolamento social, causado pela pandemia do novo coronavírus, tem duplicado o número de vítimas de assaltos e roubos de carros dos motoristas na capital.

“Esperamos que se tome uma providência, as plataformas têm se reunido com a categoria com o objetivo de buscar soluções para tamanha violência, que sofremos todos os dias. Mais não é suficiente, precisamos que os órgãos de segurança, tomem uma providência eficaz. Caso contrário, vamos sair de casa sem saber se voltamos. Como tem acontecido com muitos motoristas que tiveram suas vidas ceifadas por essa violência” enfatiza João Rodrigues, presidente da cooperativa.

A reportagem tentou uma resposta dos órgãos de segurança mais até o fechamento dessa matéria, não obtivemos resposta.