Manaus- Morre o jornalista Vandré Fonseca, de 46 anos, às 12h40 deste domingo (17), de
parada cardíaca, segundo o médico Renan Ziegler, plantonista da UTI no
Prontocord Hospital do Coração, em Manaus. Pedimos que os amigos e
colegas de profissão preservem esse momento de dor à família.

Vandré Fonseca sofreu um infarto e foi internado na noite do dia 30 de
janeiro no Prontocord Hospital do Coração, na zona centro sul de
Manaus. Passou por uma cirurgia cardíaca no dia 12 de fevereiro sob o
comando do médico Luiz Alberto Saraiva. Durante o procedimento, foi
detectada uma calcificação na aorta e em várias artérias do coração.

Vandré recebeu uma ponte de safena e uma mamária, mas sofreu um AVC
(Acidente Vascular Cerebral) no pós-operatório, deixando o estado do
jornalista irreversível.

Vandré Fonseca era repórter da Amazônia Real. Paulista e formado em
Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero de São Paulo (em 1996), Vandré
atuava na profissão há 23 anos, sendo especializado no jornalismo
científico, em saúde e meio ambiente com larga produção para
televisão, jornais e sites de notícias relacionados à política, à
biodiversidade e à conservação da Amazônia.

Filho da professora universitária aposentada Teresinha Fonseca, o
jornalista era casado há 15 anos com a veterinária Rob Mesquita, de 36
anos.

O velório será realizado na Funerária Canaã, 1833, na rua Major
Gabriel, Centro. O horário do início do velório será divulgado em
breve.

 

Agência Amazônia