Manaus (AM) – Um jovem identificado como Carlos Eduardo da Silva, de 19 anos, acabou morrendo afogado após invadir um balneário fechado e bater com a cabeça em uma rocha após mergulhar. A fatalidade aconteceu durante o final da tarde deste domingo (27/9), no balneário Rocholândia, que fica situado no ramal do Acará, bairro Lagoa Azul, zona Norte da capital.

As informações foram confirmadas pela 26a Companhia Interativa Comunitária (Cicom). De acordo com as autoridades, o local estava fechado em cumprimento ao decreto estabelecido pelo governo do Amazonas e que proíbe o funcionamento de balnearios e flutuantes pelos próximos 30 dias. O jovem decidiu então invadir a área pulando o muro do local.

Após a invasão, Carlos Eduardo deu um mergulho fatal. O corpo do jovem foi encontrado momentos depois por um caseiro que fazia a segurança do
local.

A Delegacia Especializada em Homicidios e Sequestros (DEHS) chegou a ser acionada mas logo saiu da ocorrência ao perceber que o golpe profundo na cabeça da vítima tratava-se da consequência do afogamento, e não de um homicídio. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção do cadaver.