Fortaleza – Na tarde da última segunda-feira (22), a adolescente Jaqueline de Sousa Furtado, 13, foi assassinada a tiros, na zona Oeste de Fortaleza. O crime é atribuído à guerra entre as facções Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE) que disputam o domínio de território na Grande Barra do Ceará.

Ela tinha apenas 13 anos de vida, mas acabou entrando para a lista das “novinhas” mortas pelos bandidos que se auto-intitulam integrantes ou “soldados” das facções criminosas que dominam o Ceará.

A Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de tiroteio na Avenida José Roberto Sales, conhecida como Vila do Mar, na comunidade da Colônia. O confronto entre bandidos das facções acontecia próximo à sede do projeto social “Quatro Varas”.

Quando a Polícia chegou ao local já se deparou com o corpo da garota caído e sem vida. A adolescente havia sido atingida por vários tiros de pistola, a maioria na cabeça, não tendo chance alguma de sobreviver.

De acordo com as primeiras informações da Polícia, na hora do crime ela estaria na companhia de alguns jovens que, na verdade, seriam os alvos dos atiradores. Eles conseguiram fugir. Jaqueline não teve a mesma sorte e morreu ali mesmo, sem chance de fuga ou de defesa.

Policiais militares e guardas municipais atenderam à ocorrência e as imagens das cenas do crime podem ter sido captadas por câmeras de rua, que facilitariam o trabalho da Polícia Civil na identificação dos assassinos.

Fonte: MCeará.com.