São Paulo – Um mecânico, identidade não informada, morreu após o carro em que estava como passageiro bater contra um caminhão, estacionado em um posto de combustíveis, por volta das 16h30 deste domingo (5) em Guarulhos (Grande SP).

Entretanto o motorista do carro, também mecânico, teria dirigido o GM Corsa sedan preto sem autorização do proprietário, após o veículo ser deixado pelo cliente na oficina dele, no bairro de Cumbica. O mecânico não havia sido localizado pela polícia até a publicação desta reportagem.

Segundo testemunhas relataram à polícia, o carro com placas de São José dos Campos (97 km de SP) teria sido deixado na oficina do suspeito, identidade não informada, por volta das 14h. O veículo estaria com problemas na suspensão. Os dois mecânicos, segundo a polícia, embarcaram no veículo pouco mais de duas horas depois.

O Corsa trafegou por cerca de um quilômetro quando, no cruzamento das ruas Vital Brasil e Cruz Alta, se desgovernou, colidindo contra um caminhão estacionado em um posto de combustíveis. As causas do acidente são investigadas pela polícia.

O passageiro ficou preso nas ferragens do carro, enquanto o condutor conseguiu sair do veículo, ainda de acordo com o relato de testemunhas à polícia. O Corsa ficou completamente destruído. Os bombeiros foram acionados e constaram a morte do passageiro ainda no local.

Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), 29 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Guarulhos, entre janeiro e maio deste ano. No mesmo período, 320 ficaram feridas. No ano passado foram registradas 25 mortes, nos cinco primeiros meses, e 548 feridos.

As informações são da FolhaPress