Manaus – Na noite da última quinta-feira (25), uma jovem de 25 anos identificada como Dayse Oliveira Brilhante, foi brutalmente espancada por um grupo de pessoas que faziam uma festa junina clandestina nas dependências  da casa do ex-comandante do Corpo de Bombeiros coronel Fernando Paiva Pires Júnior. O crime ocorreu na rua Kobe, loteamento Jardim Sakura, Parque 10, zona Centro – Sul da cidade.

De acordo com informações repassadas pelo advogado da vitima ‘Dayse’ doutor Josemar Berçot, ela estaria passeando com seu cachorro nas proximidades da residência onde estaria ocorrendo o evento, quando de repente ela se deparou com pessoas gritando palavrões como ‘Preta e Puta’ e partindo para cima dela, conforme a denuncia foram 8 pessoas que partiram pra cima da jovem, entre eles o próprio ex-comandante, sua esposa e convidados da festa.

A jovem teve ferimentos no rosto e na mão, além de ter uma discussão generalizada. Os acusados estariam bêbados, após as agressões a mulher e seus familiares foram até o 23ª Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde prestou queixa por agressão e racismo. Foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) para realizar os exames de corpo e delito para constatar as agressões. Logo após foi a uma unidade de saúde para realizar curativos nos ferimentos.

O crime de agressão e racismo está sendo investigado pela polícia e pela justiça pois foi instaurado um inquérito criminal que deve apurar a participação das pessoas citadas.

Confira vídeo;

Tags: , , , , ,