Na tarde desta quinta-feira (11) um grave acidente de trânsito acabou deixando um motorista morto após chocar o caminhão de carga que dirigia contra outro carro. Após a morte da vítima que ficou com o corpo estendido no chão, o caminhão foi saqueado por indígenas que moram em uma reserva próxima ao local do acidente. Nem mesmo o cadáver ainda quente no chão, impediu que os indígenas continuassem roubando todo o material.

O gravíssimo acidente aconteceu na BR 277, próximo a Laranjeiros do Sul, no estado do Paraná. A PRF (Polícia Rodoviária Federal), ao atender o acidente na altura do KM 473,9 da BR-277, deparou-se com um início de saque de carga em um dos veículos envolvidos, um caminhão-baú.

Por volta das 16h desta quinta-feira, em decorrência do acidente em área de aldeamento indígena, a pista foi interditada nos dois sentidos. Mesmo com a chegada dos policiais no local, um grupo grande de indígenas tentava arrombar a porta do compartimento de carga do caminhão, apesar das ordens policiais.

Em determinado momento, as tentativas se cessaram, mas logo depois, ainda mais pessoas se aglomeraram no local com o objetivo de saquear a carga, composta por diversos itens automotivos (pneus de motocicletas e óleo), chegando até mesmo a pisotear o corpo do motorista da van envolvida na colisão frontal, que estava às margens da rodovia sem vida e aguardando a chegada do IML (Instituto Médico Legal).

Foi acionado o reforço de mais policiais rodoviários federais, mas em razão da quantidade superior do bando, não foi possível conter o saque. Um dos policiais foi atingido por uma pedrada na cabeça, foi atendido pelo serviço médico da concessionária e passa bem.

Houve relatos de que indígenas tentaram realizar um arrastão nos veículos que estavam parados nos dois sentidos da rodovia bloqueada, mas não houve registro de roubos.

Logo depois, quatro indígenas foram identificados e presos pelo saque ao caminhão, sendo que foram conduzidos para a Polícia Civil em Laranjeiras do Sul, para o registro do saque à carga.