Belo Horizonte –  Uma criança de 5 anos foi assassinada com facadas na porta de uma escola, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira (30). De acordo com a Polícia Militar (PM), Moabe Edon Pinto Nogueira Souto, de 25 anos, foi preso como suspeito.

Aos militares, ele disse que cometeu o crime a mando de uma entidade. Ele teria ouvido uma voz ordenando o assassinato. Moabe usava tornozeleira eletrônica e havia saído da prisão há dois meses.

Ainda segundo a polícia, a menina Ieda Izabel Manoel Peres estava acompanhada de outra criança e da babá, que tentou defendê-las. O assassinato foi ao lado do Colégio Neuza Dutra, no bairro Vila Cristina. Elas seguiam para o Centro Infantil Municipal Silvina Júlia de Carvalho, onde a vítima estudava, quando foram atacadas na Rua Perdões.


A perícia da Polícia Civil foi acionada e agentes do Instituto Médico-Legal (IML) recolheram o corpo de Ieda. A faca foi apreendida.

Vizinhos contaram que populares tentaram linchar o homem antes de ele ser preso. De acordo com o boletim de ocorrência, quando os policiais chegaram ao local, Moabe estava ferido. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Teresópolis com lesões leves.

Dentro da viatura, ele disse aos policiais que surtou e que estava fazendo um pacto com o diabo. Na UPA, o homem afirmou que havia passado a noite fumando crack. Depois de ser atendido por um médico, Moabe foi preso e conduzido a um batalhão da PM.

A Polícia Civil informou que o caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios de Betim.

O município de Betim decretou luto oficial nesta quarta-feira. De acordo com a prefeitura, as aulas no Centro Infantil Municipal Silvina Júlia de Carvalho estão suspensas e devem ser retomadas na segunda-feira (4). Nas demais unidades educacionais da cidade, as atividades seguem normalmente.

Fonte: G1/BH