Brasil – Na última segunda-feira (24), Daiany Franco, de 31 anos, grávida de 13 semanas, perdeu o filho após o um motorista de aplicado expulsá-la do carro para não manchar o banco do veículo.

Ela estava com fortes sagramentos a caminho do hospital, o caso aconteceu em São Paulo.

Segundo a vítima, ele disse diversas vezes que “se o banco do carro manchasse elas teriam que pagar”. No meio do caminho, o homem desistiu da corrida e resolveu deixar as passageiras em posto para que elas chamassem outro carro ou um resgate.

Alguns minutos depois uma viatura da Polícia Militar chegou e levou as duas para o hospital.

Daiany passou por uma cirurgia após a perda do feto. Ela acredita que se o motorista a tivesse levado para hospital teria tido chances de ter salvado o bebê.

Fonte: R7.