Manaus – Na manhã desta quinta-feira (18), durante o pequeno expediente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Professor Gedeão Amorim (MDB) disse que estava sendo suscitado a comentar o resultado das eleições municipais 2020 por parlamentares da CMM não reeleitos, por sua vez, impactados com o baixo resultado de suas votações.

Gedeão acredita que algo a mais aconteceu, tendo em vista que as eleições municipais 2020 ficaram marcadas pelo atraso na apuração por causa de um problema técnico no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após as tentativas de ataques cibernéticos sofridas pelo sistema de totalização de votos do TSE. “Os parlamentares agora estão desorientados, sem ter como questionar e que não há sequer um “bispo” que possa ouvir os reclames da classe política. Mas, alguma coisa não está correta”, completou.

Em seu pronunciamento, Gedeão disse que o “apagão do TSE” não é confiável e indagou se a falha não houve prejuízo para ninguém. Ele comentou ainda viver ressabiado com o que vem acontecendo no mundo político do Brasil que, para ele, está cheio de armações.

O vereador, que não foi reeleito, recebeu 3.966 votos no total, reforçou ser um homem capaz de suportar qualquer resultado e que já está acostumado a sair de cargos importantes e lamentou que esse tipo de processo democrático do Brasil, não constrói.

“Num país decadente como o nosso, onde cresce a pobreza, a miséria e a fome, o desemprego, onde aumenta todo dia a violência, a qualidade do voto não pode ser tão esperada assim, é algo bastante duvidoso”, criticou.

Ele finalizou dizendo que não há hipótese, nem teórica e prática de que tenhamos democracia qualitativa quando pelo mesmo 20% da população vive em condições precárias; onde o eleitor “vota pela boca”, pelo estômago e que sairá da Casa Legislativa com o profundo sentimento de ter contribuído com esclarecimentos, procurando justiça social, mas decepcionado por ver que não houve passos significativos –, diante das circunstâncias.

O segundo vice-presidente da Casa, vereador Fred Mota (Republicanos) – exaltou o discurso do vereador Professor Gedeão Amorim e disse que a 17ª Legislatura, ainda há de se orgulhar dessa análise política do país feita pelo decano do parlamento municipal.