Manaus– Um laboratório de drogas foi desarticulado e dez pessoas foram presas no bairro Alvorada, na zona Centro-Oeste da capital, no início da tarde desta segunda-feira (9). Aproximadamente R$ 70 mil em entorpecentes foram apreendidos pela Polícia Civil, por meio do 18o Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com o delegado Ricardo Rocha, uma família utilizava uma estamparia de fachada para atuar com o tráfico de drogas. O laboratório funcionava em um dos andares de um prédio de três pisos.

“Tudo começou com as prisões, anteriormente, de alguns traficantes aqui na zona Norte de Manaus. No desenrolar das investigações descobrimos se tratar do Lúcio (Jander Lima Prestes, 41 anos), o seu patrão, o “Davizão”, como ele é conhecido, aí, no mundo crime.

 

“Logo identificamos a residência do Lúcio e passamos a monitorar a sua casa. Foi quando recebemos a informação que no dia de hoje ele estaria recebendo ‘material’ para ser distribuído aqui na cidade de Manaus. Os suspeitos foram surpreendidos exatamente no momento em que estavam preparando os entorpecentes para serem distribuídos.”, explicou o delegado.

Além de Lúcio foram presos: a esposa dele, Ana Carolina Lima Dourado, 32 anos; e outras três pessoas da família: o irmão, Lázaro Gentil Prestes Junnio, 51 anos; as irmãs Zadia Maria Prestes Andrade, 50 anos, e Zaila Maria Lima Prestes, 45 anos.

Também foram presos dois venezuelanos e uma adolescente de 17 anos foi apreendida, sobrinha de Lúcio. Em relação às drogas, foram apreendidos aproximadamente 2,5 kg de cocaína e cerca de 2 mil trouxinhas da mesma droga, além de balanças de precisão. Foram apreendidos ainda dois veículos, que inclusive foram encontrados entorpecentes dentro.