Manaus – Um estelionatário que se passava por funcionário do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) foi preso em flagrante dentro da Delegacia Geral de Polícia Civil após cobrar R$ 50 de uma mulher com a promessa de agilizar a emissão de uma carteira de identidade.

O golpista, identificado como Iraildo Albuquerque de Araújo, de 58 anos, foi descoberto no momento em que entregou os documentos da mulher, que ele dizia ser sua sobrinha, para os policiais iniciarem o processo de retirada da identidade.

Desconfiados da história, os policiais também pediram o documento do golpista e perceberam que eles não tinha os mesmos sobrenomes.

Pressionados, os dois não souberam explicar a situação para os policiais. Foi quando Iraildo dizer que era funcionário do TJAM. Ele chegou a apresentar uma identidade funcional do Tribunal aos policiais.

Com a certeza de estarem diante de um golpista, os policiais entraram em contato com o TJAM e confirmaram que Iraildo nuca foi servidor do órgão. Questionado, Iraildo resolveu confessar que havia cobrado R$ 50 da mulher para “ajudá-la” na emissão do RG.

Iraildo recebeu voz de prisão pelo crime de estelionato. A mulher foi apenas indiciada como testemunha no caso. A polícia também abriu um procedimento para tentar descobrir se outras pessoas participavam do esquema criminoso ou se o golpistas já havia agido em outros órgãos.