Dupla de bandidos finge ser agente de combate à dengue e assalta moradores - Portal CM7
 
Manaus, 16 de dezembro 26 ºC Tempestades
Mercado financeiro
DólarR$ 3,308 -0,85%
EuroR$ 3,8734 -1,7%
 
 
Home / Últimas Notícias / Dupla de bandidos finge ser agente de combate à dengue e assalta moradores

Dupla de bandidos finge ser agente de combate à dengue e assalta moradores

Da redação | 05/07/2017 19:14

Dois homens que usavam uniforme e crachá do Centro de Controle de Zoonoses de Ituiutaba, em Minas Gerais, são procurados pela polícia após tentativa de roubo.

A dupla entrou em uma casa e anunciou o assalto nesta quarta-feira (5). A vítima despistou os suspeitos, que conseguiram fugir, e acionou a polícia.

Segundo informações, os criminosos solicitaram entrada na residência para verificar focos de dengue. Um dos suspeitos disse que se trataria de uma investida e pediu a chave do cofre da mulher. Os vizinhos escutaram os gritos de socorro e chamaram a polícia. Os bandidos só levaram o celular da vítima.

Na sequência, os falsos agentes saíram da casa apenas com o celular da vítima. Eles abandonaram no imóvel um revólver calibre 38, dois aparelhos celulares, uma mochila, veneno para mosquito da dengue, um furador de lata e um crachá de identificação da zoonoses. Até esta publicação, ninguém havia sido detido.

Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Ituiutaba disse que soube da denúncia e está colaborando com as investigações.

Leia a nota na íntegra:”Em relação ao caso em que a PM está à procura de um rapaz, que teria cometido assalto, utilizando uniforme e crachá do Centro de controle de Zoonoses, a Secretaria de Saúde, da Prefeitura de Ituiutaba, esclarece o seguinte: a diretoria do Centro de Zoonoses (CCZ) soube do ocorrido por meio da imprensa e da própria Polícia Militar que está apurando este episódio e está colaborando na elucidação dos fatos. Até o momento, a certeza é de que não há envolvimento de pessoas que mantêm vínculo de trabalho com o CCZ. O que se apura é se são pessoas que já se desligaram e não fazem mais parte do quadro de funcionários. Aguarda-se desfecho da investigação da PM para as devidas providências e mais esclarecimentos à imprensa com o objetivo de resguardar a população e a credibilidade do trabalho dos agentes de endemia.”

Com informações- Notícias ao Minuto

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA