Manaus – Na manhã desta quinta-feira (10), o Portal CM7 recebeu com exclusividade a denúncia em que familiares de Rodrigo Salazar atropelado e morto pelo diretor do Amazon Sat Ely Pixão, no bairro Ponta Negra responda pelo crime na Justiça. O crime ocorreu em 2016. Além da vítima fatal, também estava no acidente Kleberson Teixeria Barreiros que era garupa da moto que Rodrigo pilotava e que ficou com graves sequelas.

O que diz o Boletim de Ocorrência

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), o diretor do Amazon Sat dirigia um veículo modelo picape Nissan Frontier, cor prata, placa OAJ-4295, pertencente à empresa, em alta velocidade e com suspeitas de embriaguez ao volante, na contra mão, às 11h do dia 31 de janeiro de 2016.
Segundo o laudo da perícia, ele atingiu uma motocicleta Yamaha/YBR 125, cor preta, placa OAC-8227, pilotada por Rodrigo Salazar que não resistiu ao acidente e morreu.

Consta que Ely Freitas Paixão e Silva não prestou socorro às vítimas no momemto do acidente.
Os advogados das famílias das vítimas lutam na justiça com uma ação de indenização por ato ilícito, danos morais e materiais, alimentos provisórios e definitivos pelo procedimento ordinário, com pedido de antecipação de tutela, além de acompanhar o Inquérito Policial e o Processo Criminal.

A informação é de que até o momento nem a Amazon Sat, tampouco o condutor da picape Nissan Frontier, Aly Paixão procuraram as famílias das vítimas para auxiliar com algum tipo de ajuda.

 

 

 Processo disponível para download em:

PROCESSO INTEGRAL OUT 2019 (