Os funcionários do Cemitério Divino Espirito Santo, do município de Itacoatiara, estão solicitando  uma resposta da prefeitura sobre a forma que eles estão realizando os sepultamentos da cidade sem os EPI’s cabíveis, uma vez que a cidade recebeu um repasse extra para o combate ao novo corona vírus, no valor de mais de 1 milhão de reais.

Os Coveiros temem pela saúde dos seus familiares, pois eles estão expostos a todos tipos de contaminação e doença. Além disso, exigem uma gratificação pelo trabalho executado, onde não recebem insalubridade e nem adicional noturno, já que estão enterrando os mortos até mesmo a noite.

“Nós ganhamos os nossos macacões pela funerária, não é nem pela empresa que nos contratou, é uma falta de respeito conosco, estamos expostos de todas as formas, nós temos famílias, merecemos mais que isso”, disse um dos coveiros.