Manaus- Grupos que perderam as eleições em 2018 para o Governo do Amazonas ainda não aceitaram a derrota. E o sucesso do enfrentamento da administração estadual frente à pandemia do novo coronavírus desagradou ainda ainda a oposição.

Em declaração feita em público, essa foi uma das avaliações que o governador Wilson Lima fez diante dos ataques que tem recebido durante a campanha eleitoral, mesmo não apoiando nenhum candidato à Prefeito de Manaus. E agora, mais recentemente, com o ‘’ressurgimento’’ de pedidos de impeachment contra o governador e seu vice dele, Carlos Almeida, protocolados na Assembleia Legislativa em maio.

Os presidentes dos conselhos de Economia e de Administração, anexaram aos pedidos feitos a seis meses atrás, documentos que em nada mudam o status jurídico dos mesmos. Em agosto, a própria Assembleia arquivou, pela ampla maioria dos deputados, pedidos de impeachment semelhantes.

Veja que aberração jurídica é o pedido.