Viaturas da PM ficam sem combustível e policiamento é prejudicado, em Manaus - Portal CM7
 
Manaus, 17 de dezembro 27 ºC Tempo nublado
Mercado financeiro
DólarR$ 3,308 -0,85%
EuroR$ 3,8701 -0,13%
 
 
Home / Últimas Notícias / Cidades / Viaturas da PM ficam sem combustível e policiamento é prejudicado, em Manaus

Viaturas da PM ficam sem combustível e policiamento é prejudicado, em Manaus

Da redação | 01/12/2016 19:26

Viaturas utilizadas pela Polícia Militar do Amazonas em Manaus ficaram sem combustível desde a noite de ontem, quarta-feira (30), e também durante a manhã de hoje, em diversos pontos da capital. Devido à falta do combustível, o policiamento ostensivo nas ruas da cidade ficou prejudicado.

show_cea3e763-21d7-47ac-a80d-769c81c0ee66Conforme policiais militares motoristas de viaturas entrevistados pela reportagem, o problema foi registrado em três pontos de abastecimento da PM na capital: na sede do Comando de Policiamento Área (CPA) Norte, no bairro Amazonino Mendes, Zona Norte; na sede do Departamento de Apoio Logístico da PM, no Petrópolis, Zona Sul; e na sede do Comando de Policiamento Especializado (CPE), no Dom Pedro, Zona Centro-Oeste.

A reportagem recebeu denúncias de falta de gasolina em viaturas da 12ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), responsável pelo policiamento no bairro Flores, na Zona Centro-Sul; viaturas da 27ª Cicom, dos bairros Amazonino Mendes 1 e 2 e Novo Aleixo; e em viaturas da 16ª Cicom, responsável pelos bairros Adrianópolis e Aleixo, Zona Centro-Sul.

Segundo os PMs motoristas, que não quiseram se identificar, cada viatura recebia apenas 40 litros de combustível por vez nos pontos de abastecimento. Os policiais também foram orientados a estacionarem os veículos em pontos estratégicos nos bairros, de onde sairiam para atender apenas ocorrências graves.

A informação extra-oficial divulgada por fontes de dentro do Comando da PM é que o problema de desabastecimento das viaturas se deve à falta de pagamento para os fornecedores dos combustíveis. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, que informou que retornará com uma resposta sobre o assunto.

Fonte Á Crítica

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA