Manaus – O juiz Celso de Paula perdeu a paciência com o perito Ricardo Molina durante o depoimento da perita forense Jussara Joeckel, arrolada pela defesa de Gustavo Sotero para apresentar seu parecer sobre os laudos do processo. Molina, de maneira impertinente, teceu comentários e se manifestou durante a fala da perita, o que é proibido.

Com o agravante de estar próximo aos jurados, Molina insistiu em não cumprir as normas da Sessão do Tribunal do Júri de não se manifestar e por quatro vezes foi advertido. O magistrado perdeu a paciência, assumiu a palavra no Tribunal e alertou: “ O senhor será retirado se insistir. O senhor já terminou seus trabalhos, poderia estar sentado ali atrás, quieto. Mais uma vez e vou lhe retirar”, determinou o magistrado.

Constrangido, Molina sentou-se e acabou escoltado pelo juiz, sempre a suas costas.