O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon/AM) esteve nesta quinta-feira (14/05), no município de Rio Preto da Eva, distante 58 quilômetros de Manaus. Os fiscais visitaram estabelecimentos com alta demanda durante a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) e, em dois deles, apreenderam mais de 40 quilos de produtos impróprios para o consumo. As fiscalizações ocorreram após denúncia de que os preços estavam com valores abusivos e em condições inadequadas. Em dois supermercados do município, as equipes do órgão recolheram diversos alimentos vencidos e com embalagens violadas. 

Todos os itens apreendidos foram descartados e os estabelecimentos autuados. “Estamos em um período de atenção redobrada. Além dos riscos de contágio, os estabelecimentos precisam se ater ao básico do direito do consumidor, que é a comercialização de produtos dentro da data de validade. O Procon-AM segue ouvindo as reclamações, que, neste momento de pandemia, devem ser feitas pelos nossos canais de atendimento por telefone e on-line“, ressalta o diretor-presidente do órgão, Jalil Fraxe.

Dúvidas e denúncias – Como precaução contra o contágio, o Procon-AM suspendeu o atendimento presencial e as audiências na sede do órgão. Dúvidas e denúncias podem ser repassadas pelas redes sociais do Procon-AM, pelos e-mails duvidasprocon@procon.am.gov.br e fiscalizacaoprocon@procon.am.gov.br, pelos números 0800 092 1512, (92) 3215-4012, 3215-4015, 3215-4009, 99271-5519 (ouvidoria), e pelo site http://www.procon.am.gov.br.