Prefeitura orienta setor varejista de alimentos sobre cuidados sanitários
Manaus - Amazonas - 16:25
17 de Julho de 2019

Banner +100 milhoes


Prefeitura orienta setor varejista de alimentos sobre cuidados sanitários



Manaus- Condutas sanitárias corretas, para garantir a qualidade dos alimentos comercializados em supermercados da cidade, foi o tema tratado pela Vigilância Sanitária (Visa Manaus) da Prefeitura de Manaus durante o 2º Workshop de Capacitação promovido pela Associação Amazonense de Supermercados (Amase), nesta sexta-feira, 14/6, com o objetivo de fortalecer as boas práticas no atendimento ao cliente.

A diretora da Visa Manaus, Maria do Carmo Leão, e o fiscal de saúde, Ricardo Celestino, deram orientações sobre procedimentos para o licenciamento, legislação sanitária e correto manuseio, armazenamento e exposição de produtos alimentícios industrializados e in natura. Os dois também esclareceram dúvidas e deram exemplos de condutas certas e erradas do ponto de vista sanitário.

O evento reuniu cerca de 150 técnicos, supervisores, gerentes e proprietários de estabelecimentos locais. “A participação de todos, do responsável pelo abastecimento dos produtos ao proprietário, é importante para que eles conheçam as normas de qualidade e segurança dos alimentos, para que atuem todos os dias como fiscais dentro do seu estabelecimento”, disse Maria do Carmo Leão.

Para o superintendente da Amase, Alexandre Zuqui, oferecer aos colaboradores informações diretas dos órgãos reguladores, com espaço para sanar dúvidas e compreender melhor os processos de regulação, auxilia na capacitação das equipes e na elevação da qualidade de atendimento do consumidor.

Segundo Alexandre, a intenção é realizar pelo menos um workshop por ano, para atualizar de forma permanente, garantindo que os  funcionários estejam informados sobre questões estratégicas para o bom funcionamento do supermercado.

Regras

 Entre as orientações dadas aos participantes, o fiscal Ricardo Celestino destacou como muito importante a verificação da temperatura dos alimentos congelados dentro das exigências de cada produto; o monitoramento da data de validade dos produtos e das características físicas originas, como aparência, cheiro e cor; e a  higiene e organização de todos os ambientes do estabelecimento.

O fiscal também ressaltou a necessidade de haver responsáveis técnicos em cada loja, como veterinários e nutricionistas. “Esta é uma condição exigida pelo Código Sanitário e faz parte dos itens de cobrança durante as inspeções da Vigilância”, disse.

Educação

Segundo Maria do Carmo Leão, a participação neste segundo evento da Amase demonstra, mais uma vez, que a orientação é uma das linhas de trabalho da Vigilância Sanitária municipal.

“Muitas vezes, a Vigilância é vista apenas como órgão fiscalizador e punitivo”, disse, ressaltando que o órgão também realiza ações educativas permanentes com o objetivo de prevenir e diminuir o risco à saúde na oferta de serviços e produtos.

Desde o ano passado, a Visa Manaus e a Amase vêm intensificando ações educativas de forma conjunta e devem, a partir deste ano, estender as ações em parceria para orientar o público consumidor.

Fotos – Divulgação / Visa Manaus / Semsa

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA