Prefeitura levou infraestrutura a 8 mil logradouros por ano

Por Editora Chefe em 9 de outubro de 2016 às 16:34 | Atualizado 9 de outubro de 2016 às 16:34

Seis comunidades receberam, simultaneamente, na última semana, frentes de obras de infraestrutura. Foram aproximadamente 50 vias nas comunidades Bom Pastor e Jesus me Deu, na zona Norte, e nos bairros Zumbi, São José, Ouro Verde e Colônia Antônio Aleixo, na zona Leste. Os serviços nestas áreas foram executados em regime de mutirões com tapa-buraco, terraplanagem, confecção de meio-fio e sarjeta, além da pavimentação. d97ef592-5fc5-4d7d-873e-1d4879bcca96
Os mutirões de infraestrutura foram adotados pela Prefeitura de Manaus como estratégia para agilizar a execução dos serviços de infraestrutura nas comunidades. “Na comunidade Bom Pastor, por exemplo, começamos a fazer os reparos de nivelamento do solo para depois aplicarmos a massa asfáltica. Além dessa comunidade, estamos com mais frentes de obra pela cidade”, observou.

Com seus 16 distritos de obras e mais de 500 homens em ação, a prefeitura conseguiu atender, por ano, aproximadamente oito mil logradouros com os serviços de melhoria de infraestrutura. Os serviços de tapa-buracos, drenagem superficial (canaletas, sarjetas e meio-fio) e recapeamento foram levados para todas as zonas da cidade.

Outra prática adotada é que ao invés de trabalhos pontuais de tapa-buracos, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) intensificou o serviço de preparação de base nas vias com o uso de materiais mais resistentes como as pedras rachões e a brita. Estes materiais garantem mais durabilidade do asfalto.

Morador da rua Valtare há dez anos, na comunidade Bom Pastor, o autônomo Hermano de Carvalho Lima conta que viu nos últimos anos a infraestrutura chegar na área onde mora.

“Não tínhamos abastecimento de água, energia elétrica e nem asfalto nas vias. O abandono aqui era muito grande. Mas, nos últimos anos nossa comunidade começou a receber a estrutura que precisávamos. Agora, estamos vendo a pavimentação asfáltica ser feita com qualidade. Estamos felizes porque sabemos que é um serviço que nos trará outros, como a coleta de lixo e o acesso de ônibus”, comemorou.
cceefe4b-46e8-4f35-ab2a-191f7d2c8261

Drenagem

A Prefeitura também adotou a prática de levar drenagem às vias problemáticas da cidade, onde a manutenção era constante. O serviço passou a ser realizado para a instalação de meio-fio, sarjetas e canaletas. Obras como esta possibilitam o correto escoamento da água, evitando acúmulo nas vias e a deterioração da camada asfáltica.

Em números, desde 2013 foram implantados mais de 220 quilômetros de rede de drenagem profunda em toda a cidade, além de aproximadamente 360 quilômetros de drenagem superficial (sarjeta, meio-fio e canaletas). Complementando esse trabalho de drenagem, foram instaladas, ainda, 3.325 caixas coletoras por todas as zonas de Manaus.

O serviço de drenagem ocorreu tanto em comunidades mais recentes, como a Bom Pastor, como também em vias de bairros mais antigos da cidade, como a Marise Mendes e Salmo 91, no Cidade de Deus, e a Travessa Vick, no Jorge Teixeira. Vias de grande circulação como as Avenidas Nilton Lins (conjunto Parque das Laranjeiras, bairro de Flores) e Rodrigo Otávio (Japiim) também receberam o serviço.

Deixe seu comentário