Firmar parcerias e disponibilizar novas linhas de crédito para investir na infraestrutura de Manaus foi o teor da reunião entre o vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta, com representantes da Caixa Econômica Federal (CEF), na manhã desta sexta-feira, 17/11. Rotta destacou que a partir dessa parceria novas linhas serão disponibilizadas para projetos de saneamento básico e mobilidades urbana.

“Primeiramente, quero ressaltar a importância dessa parceria que o prefeito Arthur Virgílio Neto tem liderado com a Caixa Econômica. As obras executadas e aquelas em andamento pela secretaria de obras são fruto desse esforço. Estamos em um processo licitatório de R$ 63 milhões para a continuidade das obras do Corredor Ecológico do Mindu, no conjunto Águas Claras, no bairro Novo Aleixo. E recebemos boas notícias com relação à nova abertura de créditos específicos para saneamento e mobilidade urbana em áreas mais”, explicou o vice-prefeito.

Segundo o representante da Caixa Econômica, Marcelo Jung, a reunião realizada na Seminf serviu para alinhar as agendas em ações de infraestrutura que a CEF financia e também para anunciar o calendário do novo programa “Avançar Cidades”. “Fizemos alguns acertos e alinhamos o calendário do novo, que vai permitir que a prefeitura busque recursos para saneamento básico e mobilidades urbana”, enfatizou Jung.

Recursos destinados

Entre as obras que poderão receber os investimentos está o bairro modelo residencial Águas Claras, Novo Aleixo, zona Norte, que possui 116 ruas abertas das quais 104 já estão totalmente concluídas, com drenagem profunda e superficial, asfalto de qualidade, energia elétrica, iluminação em LED, água encanada em todas as residências, sinalização horizontal, calçamento e áreas institucionais garantidas para a construção dos aparelhos urbanos necessários.

Outro projeto é a requalificação do Corredor Ecológico do Mindu, que já recebeu a recuperação do pavimento da Ponte João Câmara, a correção do canal do igarapé com a contenção em gabião, execução de drenagens superficial e profunda em vários pontos e a construção de calçadas amplas, meio-fio e sarjetas, além da continuação das desapropriações. A obra vai revitalizar o igarapé, resgatando a dignidade dos moradores da área e proporcionando melhor qualidade de vida.

Com informações da assessoria