O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, entregou nesta segunda-feira, 29/4, ao superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, o projeto de recuperação viária do Distrito Industrial, já com dois dos três lotes licitados e com as respectivas empresas ganhadoras aguardando apenas a assinatura dos contratos para iniciar as obras.

A entrega aconteceu durante reunião no auditório da Suframa, na qual estiveram presentes a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, secretários municipais, dirigentes e técnicos da Suframa, além do procurador da República Leonardo Galeano. Agora, os documentos passarão pela análise da Procuradoria da Suframa e, em seguida, serão devolvidos à prefeitura, no início da próxima semana, para a assinatura dos contratos.

“Não acredito que haja qualquer conflito, uma vez que esse projeto foi minuciosamente discutido com a Suframa e contamos com a colaboração de seus técnicos. Portanto, assim que os contratos forem assinados, as obras terão início imediato”, afirmou o prefeito Arthur Neto. “Provavelmente, já no início da próxima semana estaremos devolvendo esses documentos à prefeitura, para que possamos dar o próximo passo para a efetivação dessa obra que é tão importante para a logística do nosso Polo Industrial”, acrescentou o superintendente da Suframa.

A obra de recuperação viária do Distrito Industrial tem custo total avaliado em R$ 134 milhões – de R$ 150 milhões disponíveis – e foi dividida em três lotes para agilizar sua execução. O primeiro passará por um novo processo de licitação, que deverá ocorrer no dia 20 de maio, e compreende a Bola da Suframa. Os lotes 2 e 3 já estão com todo o processo licitatório concluído, vencidos pelas empresas Ardo e Soma, respectivamente, faltando apenas a assinatura dos contratos.

“Nós vamos fazer uma grande obra, que faça jus ao Polo Industrial de Manaus, que seja um cartão-postal digno de ser visitado pelos turistas e que seja uma atração para o investidor”, afirmou o prefeito. “Estamos prontos para começar”, acrescentou, reafirmando que esta é a primeira vez que a Prefeitura de Manaus recebe a delegação e os recursos para realizar as obras do Distrito.

Os trabalhos serão iniciados na Bola da Samsung e na avenida Buriti, de acordo com o planejamento, com um total de 34 quilômetros. “Teremos pavimentação flexível e rígida, ou seja, as rotatórias serão feitas em concreto armado. Teremos o trabalho de drenagem, calçada, entre outras ações”, adiantou o secretário municipal de Infraestrutura, Kelton Aguiar.

A pedido do prefeito Arthur Neto, o procurador da República Leonardo Galeano informou que o Ministério Público Federal vai abrir procedimento de acompanhamento da obra. “Já estávamos acompanhando a situação do Distrito desde o início quando havia conflitos sobre a responsabilidade da obra. Os problemas jurídicos já foram resolvidos e, agora, a pedido do prefeito vamos acompanhar o andamento da obra”, disse.

 

Fotos: Márcio James / Semcom