Manaus – As Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) firmaram uma parceria para intensificar e garantir a segurança nos presídios de Manaus e Itacoatira. Com a implantação de um novo sistema de monitoramento interligado ao Centro Integrado de Comando de Controle (CICC), as unidades contam agora com vigilância por câmeras em tempo real durante 24h por dia.

Segundo o secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel da PM, Cleitman Coelho, a estrutura de monitoramento é uma das maiores do sistema prisional brasileiro e conta com 432 câmeras divididas entre os presídios.

Entre os locais monitoraods, estão os lados externos e internos próximos às mulharas de cada unidade, corredores e pavilhões, áreas de procedimento de revista de materiais, alimentos, visitantes e funcionários, corredores administrativos e áreas comuns, seguindo a característica e necessidade de cada unidade prisional.

Segundo o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, a vigilância vai ajudar a identificar os primeiros sinais de um possível motim e evitar rebeliões. Os postos de monitoramento funcionam 24 horas nas unidades prisionais e na central do CICC, com registros de todas as ocorrências de procedimentos executados. Em caso de situações que fujam da rotina nos presídios, os monitores das unidades prisionais usam o botão de emergência e fazem o contato com a central no CICC para acionar equipes de contingência da Seap e o reforço das Forças do Sistema de Segurança Pública.

O Sistema Prisional utiliza dois tipos de câmeras, uma para o acompanhamento da rotina e outra para a movimentação nos presídios. Sendo uma delas com infravermelho e outra que possui alta definição e alcance de 20m, 60m e 100m com filmagem diurna e noturna.

Foto: Divulgação