Manaus – Na quarta-feira, 18, o ex-governador José Melo disse ao seu advogado, José Carlos Cavalcante Jr, encarregado de sua defesa, que deverá ficar na cadeia por não ter como pagar sua fiança, dele e de sua esposa, Edilene Oliveira, que gira em torno de R$ 380 mil.

Valor que foi arbitrado pela 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). A esposa de Melo, será liberada por decisão da Justiça Federal do Amazonas, mas até o momento ela continua presa.

Um processo antigo é outro obstáculo para José Melo juntar os R$ 380 mil. Durante a campanha eleitoral, uma de suas promessas foi de reabrir a Santa Casa de Misericórdia. Como o hospital não foi reaberto, os bens dele foram bloqueados.

Fonte: Portal Marcos Santos