Irmãos detentos presos por tráfico morrem na UPP - Portal CM7
 
Manaus, 17 de dezembro 24 ºC Tempestades
Mercado financeiro
DólarR$ 0 0%
EuroR$ 0 0%
 
 
Home / Últimas Notícias / Cidades / Irmãos detentos presos por tráfico morrem na UPP

Irmãos detentos presos por tráfico morrem na UPP

Da redação | 16/06/2017 22:47

Dois irmãos detentos morreram na madrugada desta quinta-feira (15), em Manaus, por volta das 3h15, após um “batidão de grades” na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada na estrada do Puraquequara, na Zona Leste da capital. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Os internos estavam na cela 7 e galeria 9 da UPP.

Os dois​ irmãos são Jackson da Silva Vitalino, de 26 anos, e Breno da Silva Lira, de 18 anos, irmãos por parte de mãe. Os dois cumpriam pena por tráfico de drogas, e Breno ainda cumpria pena por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Segundo a Seap, os agentes de socialização primeiramente foram verificar um “batidão de grades” na galeria 9 – quando os internos fazem barulho batendo objetos nas grades das celas –, onde confirmaram que Jackson estava passando mal. O interno foi retirado da cela já sem sinais vitais e encaminhado para o setor de enfermagem, onde foi identificado o óbito, conforme a secretaria.

Ainda segundo a Seap, cerca de 30 minutos depois, também na galeria 9, outro “batidão de grades” levou os agentes ao local, onde confirmaram que o interno Breno também estava passando mal. Os agentes realizaram o mesmo procedimento de retirar o detento da cela e encaminhá-lo para a enfermaria, onde foi constatado o óbito de Breno.

Conforme a Secretaria de Administração Penitenciária, não foram identificados hematomas, sinais de violência ou luta corporal nos dois internos mortos, que aparentavam o uso de substâncias entorpecentes. A Seap informou ainda que aguardará a conclusão do laudo do Instituto Médico Legal (IML) para determinar as causas das mortes.

Fonte Portal ÁCritica 

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA