Fraude pode ter tirado votos de eleitos e ter colocado criminoso como deputado - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas
Manaus - Amazonas - 19:03
20 de Janeiro de 2019

Topo


Fraude pode ter tirado votos de eleitos e ter colocado criminoso como deputado

Manaus – Parte dos 27 mil e oitocentos votos obtidos no último pleito pelo deputado estadual Saullo Vianna (PPS) pode ter saído de um esquema de fraude montado por um servidor do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM).

A Polícia Federal começou a investigar a suposta fraude que teria beneficiado Saullo Vianna após a prisão do servidor no dia 7 de outubro deste ano. O servidor, de iniciais W.O.A.S., foi preso com 20 mil reais após ser denunciado à Polícia Federal por um candidato a deputado federal a quem ele quis vender votos.

Segundo uma fonte, a cada 4 mil votos o servidor cobrava 200 mil reais. De acordo com a mesma fonte, a fraude teria ocorrido nos relatórios de apuração por zona eleitoral, e não nas urnas eletrônicas. A fraude, segundo o servidor teria relatado à Polícia Federal, consistia em transferir votos de vários candidatos para o candidato que aceitasse pagar por isso.

Saullo Vianna, teria pagado uma dinheirama por milhares de votos que pertenciam a outros candidatos.

Juntamente com Saullo Vianna foram presos ontem dois homens de sua confiança. Um deles é o ex-coordenador de sua campanha. Foram os dois – garantiu a nossa fonte – que, a mando de Saulo Vianna, fizeram toda a negociação com o servidor do TRE.

Saullo Vianna é casado com a irmã do todo poderoso vice-prefeito de Presidente Figueiredo, Mário Abrahão. Foi de lá, de Presidente Figueiredo, município a 107 anos de Manaus, que teia saído pelo um milhão de reais para a campanha de Saullo Vianna.

Agora está explicado por que um dos motivos da prisão de Saullo Vianna – ocorrida ontem por determinação judicial – é o crime de associação criminosa. Por não ter curso superior, Saullo está numa cela comum do Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II), no quilômetro 8 na BR-174, que liga Manaus a Boa Vista (RR).

O empresário foi o nono mais voto na disputa pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) e suas principais votações ocorreram em Manaus, onde recebeu mais de 11 mil votos e em Parintins, mais de 6 mil, obtendo o mandato com 27.880 votos. O partido que ele disputou eleição não fez coligação e ele foi o único eleito do PPS.

Saullo teve mandados de prisão e de busca e apreensão do esquema de corrupção ativa e passiva e violação de sigilo funcional com o fornecimento de informação privilegiada de dentro do Tribunal Regional Eleitoral – TRE, o empresário e deputado estadual eleito Saullo Vianna (PPS) foi levado para a sede da Polícia Federal. Com informações do Portal do Zacarias.

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA