Fechamento do Eduardinho vai depender de adaptação do Aeroporto Eduardo Gomes em Manaus

O Ministério dos Transportes não vai mais fechar o Terminal 2 do Aeroporto Internacional Brigadeiro Eduardo Gomes, mais conhecido como Eduardinho, em Manaus. Pelo menos não enquanto o Terminal 1 não estiver apto a suprir toda a demanda. Esta foi a garantia recebida pelo Senador Omar Aziz (PSD-AM), que se reuniu com o Ministro dos Transportes, Maurício Quintella, e parte da bancada do Amazonas no Congresso Nacional, no fim da tarde desta terça (12), em Brasília (DF).

“Conseguimos evitar o fechamento do aeroporto Eduardinho. Fomos até o Ministério dos Transportes atrás de garantias de que não teremos prejuízos na prestação de serviço aos passageiros nem aos funcionários do aeroporto. Pelo menos até que tenhamos essas garantias e que se comprove a viabilidade de atendimento a todos os passageiros no Eduardo Gomes, o Eduardinho permanece em funcionamento”, ressaltou Omar Aziz.

“Também não aceitamos prejuízos para a aviação em geral no interior (do Amazonas). Ao contrário, temos é que melhorar aeroportos e abrir mais voos para baixar preços”, completou o Senador do Amazonas.

Em julho deste ano, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) anunciou a desativação do “Eduardinho”. Ainda segundo a nota da Infraero, as atividades realizadas no local seriam transferidas para o Terminal 1. Há dois anos, o local passou por obras de ampliação e reforma do espaço.

No “Eduardinho” operam duas empresas aéreas, a Total e a Map. De acordo com dados da Infraero, passam pelo terminal 360 pessoas diariamente. Tanto o fluxo de passageiros como o operacional do terminal 2 seriam migrados para o terminal 1. A Infraero estuda alternativas para a utilização do espaço do terminal 2 para outras atividades.

Fotos: Ariel Costa

ver mais notícias