Em Manaus, 14 mortes violentas são registradas no fim de semana - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas
Manaus - Amazonas - 20:48
16 de Junho de 2019



Em Manaus, 14 mortes violentas são registradas no fim de semana

Foto: Divulgação



Manaus – Quatorze pessoas foram mortas violentamente em Manaus durante o fim de semana. Entre os casos, corpos foram encontrados esquartejados e degolados nos bairros da Compensa, Jorge Teixeira e no do Igarapé do Bariri, no bairro Presidente Vargas. Uma força-tarefa deve investigar os crimes. Um homem com tornozeleira eletrônica também foi assassinado a tiros, no bairro Alvorada, Zona Centro Oeste de Manaus.

As mortes violentas foram registradas pelo Instituto Médico Legal (IML), entre sexta-feira (20) e domingo (22).

Corpo em mala
Na noite desta sexta-feira, o corpo de Janderson Rosário de Souza, de 23 anos, foi encontrado esquartejado dentro de uma mala, no bairro Compensa 1, Zona Oeste de Manaus. Um bilhete contendo nomes de outras pessoas e ameaças também foi encontrado.

De acordo com a 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), um carro modelo Vectra de cor preta passou pelo local, por volta das 19h30, e deixou o objeto. Moradores chamaram a polícia, que constatou a presença do corpo de Souza esquartejado dentro da mala.

Decapitados
Outros dois casos ocorreram na manhã de sábado. Em um deles, um catador de lixo encontrou o corpo de um homem decapitado em um beco no bairro Jorge Teixeira 4, na Zona Leste. O corpo estava dentro de um saco de fibra.

De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), a cabeça foi achada ao lado do corpo, dentro do saco. Além disso, o homem teve o abdômen perfurado e estava com pés amarrados.

Por volta das 9 horas, outro corpo decapitado foi localizado boiando no Igarapé do São Raimundo, às margens do bairro Presidente Vargas. Ele estava com mãos e pés amarrados. O corpo foi visto por moradores da rua Valter Rayol, boiando no rio e um morador utilizou uma canoa para removê-lo até a margem.

Força-tarefa
A Polícia Civil informou que montou uma força-tarefa para investigar os casos. O objetivo é saber se os casos têm ligação com briga entre facções na capital.

A força-tarefa será composta por 34 delegados que devem atuar para investigar e identificar os autores dos homicídios a partir da terça-feira (23).

Outros casos
Um detento do sistema prisional do Amazonas, que era monitorado por tornozeleira eletrônica, morreu no Hospital Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio após ser baleado com dois tiros perto de um bar. O crime ocorreu na tarde de domingo (22), na Avenida B, bairro Alvorada, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

De acordo com testemunhas, o presidiário foi abordado por um homem armado logo depois de deixar o bar. Um carro prata foi usado pelo atirador para chegar ao local do crime e na fuga.

Outro homem de 21 anos, foi morto a tiros em uma casa, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus. Três homens encapuzados chegaram ao local, entraram na casa e atiraram contra a vítima.

O homem foi atingido por três tiros, sendo um no rosto e três nas costas. Ele não resistiu e morreu no quintal da casa. Os atiradores fugiram sem ser identificados.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML). Os casos devem ser investigados pela Polícia Civil.

G1

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA