Manaus – Arquiteta e urbanista por formação, a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko Ribeiro, será homenageada pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) com o título de “Cidadã do Amazonas”. Carioca de nascimento, Elisabeth adotou o Amazonas como sua terra há mais de 20 anos, constituindo família e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, especialmente, por meio das ações desenvolvidas pelo Fundo Manaus Solidária.

O projeto de lei nº 392/2019, que concede o título a Elisabeth Valeiko, é de autoria da deputada Therezinha Ruiz (PSDB) e foi aprovado, por unanimidade, pelos deputados estaduais, durante a Ordem do Dia dessa quarta-feira, 28/8. O título de Cidadã do Amazonas será entregue à primeira-dama de Manaus em outubro.

A presidente do Fundo Manaus Solidária ficou feliz e agradecida pela propositura, sobretudo, por ter sido motivada por uma mulher forte, empoderada e que possui uma trajetória política tão representativa quanto a deputada Therezinha Ruiz.

“Nasci no Rio de Janeiro, meus pais e meus irmãos vivem lá, mas eu adotei e fui adotada por Manaus há mais de 20 anos. Aqui é o meu lugar, a minha terra e é onde me dedico a fazer o melhor que posso para contribuir com a minha cidade e com as pessoas que aqui vivem. Agradeço à deputada Therezinha e a todos os outros deputados que referendaram essa homenagem”, afirmou Valeiko.

Conforme a deputada Therezinha Ruiz, o amor, a dedicação e o cuidado com que Elisabeth se dedica à sociedade manauara justificam a homenagem. “Quem cuida com tanto carinho das pessoas da nossa cidade e inspira a tantos com o sentimento de solidariedade por onde passa merece nosso reconhecimento. A nossa primeira-dama do município de Manaus é uma mulher aguerrida e que tem trabalhado muito para fazer bem às pessoas, especialmente, as mais humildes”, disse a deputada.

Além da primeira-dama Elisabeth Valeiko, também serão agraciados com o título a secretária municipal de Educação, Kátia Helena Schweickardt; a médica oncologista Adelaide Machado Portela; o comandante do Comando Militar da Amazônia (CMA), general de Exército, César Augusto Nardi de Souza; e o chefe do Estado Maior do CMA, general de Brigada Algacir Antônio Polsin.