Manaus – Já denunciado por uma suposta prática de extorsão contra permissionários de boxes da Feira da Manaus Moderna, localizada no centro da capital, o Presidente do Sindicato dos Feirantes do Amazonas, David Lima da Silva, voltou a ser alvo de novas denúncias por parte dos feirantes.

De acordo com a nova denúncia, David teria supostamente usado policiais militares (PMs) para tentar intimidar um grupo de feirantes na tarde desta segunda-feira (13), por volta das 15h, em um dos boxes da feira.

Ainda conforme a denúncia, quem não paga propina sofre perseguição ao ponto de perder a permissão pública.

Os feirantes alegam ainda que o presidente estaria supostamente agindo com o administrador da Feira da Manaus Moderna, Thalles Mozart, objetivando auferir lucros com exigência de pagamentos ilícitos. Segundo a denúncia, quem não paga vai pra lista negra da dupla.

Temendo represálias, os permissionários informaram que acabam cedendo às extorsões, uma vez que temem perder o seu sustento familiar.
Os feirantes prometeram protocolar uma denúncia formal no Ministério Público do Estado (MP/AM) para que o órgão tome ciência de tais atos praticados pelo Presidente do Sindicato dos Feirantes de Manaus e pelo Administrador da Feira da Manaus Moderna.

Entramos em contato com David dos feirantes através do whatsapp, e ele negou todas as acusações, inclusive desafia quem fez a denúncia para um debate formal no Portal CM7. Segundo David dos feirantes, essa denúncia é descabida de intuito político e que irá tomar todas as providências jurídicas.

David dos feirantes desafia qualquer um a provar tais atos ilícitos de sua gestão.

De acordo com  a Lei nº 13.188, o Portal CM7 dispõe o direito de resposta ou retificação do ofendido na matéria publicada.